CÁPSULA / Rabbit Hole

CÁPSULA / Rabbit Hole
03/12/2015 Rua das Gaivotas 6

CÁPSULA
Rabbit Hole

3 A 5 DEZEMBRO | QUINTA A SÁBADO | 21.30 (70′)
4€ (PREÇO ÚNICO)

 

Ainda falta muito? Estamos quase? Quanto tempo falta para acabar? Em CÁPSULA, exploram-se as múltiplas facetas do que acaba. O fim inesperado. O fim que se anseia. O fim que não tarda em chegar, o fim que não é final e aquele que nunca mais vem.
Neste espetáculo estão três corpos, três presenças ofegantes que esperam. Ou que manipulam a espera para potenciar a ação. Como se o tempo fosse um jogo que, afinal, todos sabemos jogar.

Elegemos a ideia de fim como ponto de partida para esta criação. O que fazemos quando percebemos que o fim está próximo? Saber que tudo tem um fim e ter essa consciência de finitude faz com que os momentos apresentem, potencialmente, maior intensidade (…). A inevitabilidade do fim pode potenciar a aceitação ou a recusa do passado e a criação de novas possibilidades de futuro, processo cíclico na história e inerente à condição humana.

[no dia 3 de Dezembro, a performance “Cápsula” integra a programação do evento Triângulo Aberto, que dá a conhecer a Lisboa as estruturas culturais, comércio local e de autor e projectos de que se faz o eixo São Bento – Santos – Bairro Alto]

 

/ ficha artística e técnica

Criação e interpretação João Estevens, Mafalda Jacinto, Mariana Vieira e Tiago Mansilha
Música original Francisco Barahona e Manuel Leal Ramos
Imagem André Picardo
Vídeo Joana Sousa
Produção Associação Cultural Rabbit Hole
Apoios Fundação Calouste Gulbenkian, Rua das Gaivotas6, c.e.m – centro em movimento

 

/ / / /
marcações e reservas
reservas entre as 16h e as 20h / bilheteira abre 1h antes do início do espetáculo
912 191 940 | ruadasgaivotas@teatropraga.com

 

CÁPSULA
Rabbit Hole

DECEMBER 3 TO 5 | THURSDAY TO SATURDAY | 9.30 PM (70′)
4€ (FIXED PRICE)

 

Will it take long? Are we almost there? How long until it finishes? In this CÁPSULA we explore the multiple aspects of ending. The unexpected end. The end one longs for. The end that is soon to come. The end that isn’t final. The end that never comes.
Three bodies, three breathless presences, are waiting. Or perhaps they are handling waiting and thus boosting action. As if time was a game that we all know how to play after all.

We elect the idea of end as a starting point. What do we do once we realize the end is near? Knowing everything has an end and being conscious of its finite nature makes it all the more intense (…). The end is unavoidable which boosts the acceptance or refusal of past and the creation of new future possibilities. A cyclic process in history, inherent to human condition. 

[on December 3, “Cápsula” integrates the programme of Triângulo Aberto, an initiative that unveils projects, cultural organizations and local trade settled within the territorial axis São Bento – Santos – Bairro Alto]

 

/ credits

Created and performed by João Estevens, Mafalda Jacinto, Mariana Vieira and Tiago Mansilha
Music Francisco Barahona and Manuel Leal Ramos
Image André Picardo
Video Joana Sousa
Production Associação Cultural Rabbit Hole
Supported by Fundação Calouste Gulbenkian, Rua das Gaivotas6, c.e.m – centro em movimento

 

/ / / /
bookings
between 4PM and 8PM / ticket office opens 1h prior to the performance’s start
912 191 940 | ruadasgaivotas@teatropraga.com