História

Palácio → Escola → Sindicato → Teatro

 

A parceria entre o Teatro Praga e o atelier Artéria para reabilitar o espaço do Palácio Alarcão nasce como resposta ao concurso de concessão da Escola das Gaivotas promovido pelo Departamento de Ação Cultural da Câmara Municipal de Lisboa. A intenção de resgatar a escala do palácio, removendo a compartimentação de usos mais recentes, nasce com a proposta vencedora deste concurso em 2013.

O projecto teve várias versões que abriram a discussão sobre a implementação de um espaço teatral no interior de um palácio.

Como resultado desse processo projetámos um espaço de criação que bebe da riqueza espacial do palácio posto a descoberto e, que se articula na sucessão de salas comunicantes que permitem acolher ocupações de várias escalas.

O processo incluiu um serviço educativo de arquitectura com duas turmas do 4ºano da actual Escola das Gaivotas [2013-2014] e a presença no Open Office – Fórum Novos Públicos da Trienal de Arquitectura de Lisboa 2014. A obra de reabilitação foi iniciada em outubro de 2014, foi faseada e com custos controlados, dotando o espaço das infraestruturas técnicas essenciais, entre as quais, a sala principal equipada com uma teia teatral que permite a apresentação de espetáculos.

Abre-se agora ao público um espaço de experimentação teatral, cujo uso informará a fase que se segue e completará a proposta increvendo-a no panorama cultural da cidade.

 

Outubro 2015

Palace → School → Sindicate → Theater

 

The partnership between the Teatro Praga and the Artery Atelier to rehabilitate the Alarcão Palace space was born in response to the award competition of the Escola das Gaivotas promoted by the Department of Cultural Action of the Lisbon City Hall. The intention to redeem the scale of the palace, removing the compartmentalization of more recent uses, is born with the winning proposal of this contest in 2013.

The project had several versions that opened the discussion about the implementation of a theatrical space inside a palace.

As a result of this process, we have designed a space of creation that drinks from the spatial wealth of the palace discovered and which is articulated in the succession of communicating rooms that allow to accommodate occupations of various scales.

The process included an architectural education service with two classes from the 4th grade of the current Escola das Gaivotas [2013-2014] and the presence at the Open Office – New Public Forum of the Lisbon Architecture Triennial 2014. The rehabilitation work began in October 2014, has been phased and controlled, providing the space with essential technical infrastructures, among which the main room equipped with a theatrical web that allows the presentation of shows.

A space for theatrical experimentation is now open to the public, the use of which will inform the next phase and complete the proposal by enhancing it in the cultural panorama of the city.

 

October 2015

LOGOTIPO_ARTERIA_B

FICHA TÉCNICA

Arquitectura-Coordenação de Projecto/ Gestão de Obra | Artéria – Ana Jara, Lucinda Correia
Arquitectura-Colaboração | Macário Freitas (coordenador); Andrea Bergamini, Ana Branco, Ana Maria Martins, Carla Lopes, Carmen Balsa, Cláudia Martins, 
Francesco Ghidoni,
Joana Grilo, José Luis Jiménez, Mariana Martins, 
 Rosa Arma

Serviço Educativo DNA-Gaivotas/Conceito-Coordenação | Lucinda Correia

Serviço Educativo DNA-Gaivotas/Colaboração | Joana Grilo, 
Susana Soares
Estruturas | Fernando Alves – Quadrifunção

Electrotecnia | Luis Beirão

Estudo de Luminotecnia/Teia | Daniel Worm 
D’Assumpção
Segurança Contra Risco de Incêndio | José Fonseca
Dono de Obra | Teatro Praga
Área de Intervenção | 380m2
Localização | Rua das Gaivotas 6, Lisboa
Ano de Construção/Época | Séc. XVII
Construção | Campo Neutro, Lda e Valentin Ospishchev
Carpintarias | João Simões Lda
Electricidade | A. S. Pinheiro Lda
Serralharias | Inox do Meco Lda
Data | 2013-2015

Agradecimentos | Alda Goes; Ana Silva Dias; Elizabeth Gomes; Fátima Pires; Fernando Alves; Fernando Soares; Isabel Fins; João Mourão; João Reis; João Simões; Maria Antónia Victória; Marta Cabrita; Marta Loja Neves; Miguel Brito; Patrícia Piedade; Paulo Borges; Paulo Cabrito; Pedro Bastos; Valentin Ospishchev; Roman; Sofia Batista; Yonas-Yonel Tihulca.

 

 

CREDITS

Architecture – Project Coordination / Construction Management | Artéria – Ana Jara, Lucinda Correia
Architecture – Collaboration | Macário Freitas (coordenador); Andrea Bergamini, Ana Branco, Ana Maria Martins, Carla Lopes, Carmen Balsa, Cláudia Martins, 
Francesco Ghidoni,
Joana Grilo, José Luis Jiménez, Mariana Martins, 
 Rosa Arma

Educational Service DNA-Gaivotas / Concept – Coordination | Lucinda Correia

Educational Service DNA-Gaivotas / Collaboration | Joana Grilo, 
Susana Soares
Structures | Fernando Alves – Quadrifunção


Electrotecnics | Luis Beirão

Light Design Studies / Web | Daniel Worm 
D’Assumpção
Security against fires | José Fonseca
Owner | Teatro Praga
Area | 380m2
Location | Rua das Gaivotas 6, Lisboa
Dating | Séc. XVII
Construction | Campo Neutro, Lda e Valentin Ospishchev
Carpentry | João Simões Lda

Electricity | A. S. Pinheiro Lda
Metal Work | Inox do Meco Lda

Date | 2013-2015

Thanks to | Alda Goes; Ana Silva Dias; Elizabeth Gomes; Fátima Pires; Fernando Alves; Fernando Soares; Isabel Fins; João Mourão; João Reis; João Simões; Maria Antónia Victória; Marta Cabrita; Marta Loja Neves; Miguel Brito; Patrícia Piedade; Paulo Borges; Paulo Cabrito; Pedro Bastos; Valentin Ospishchev; Roman; Sofia Batista; Yonas-Yonel Tihulca.