MEMÓRIA INDIVIDUAL EXPLÍCITA OU IMPLÍCITA / FIlipa Matta

MEMÓRIA INDIVIDUAL EXPLÍCITA OU IMPLÍCITA / FIlipa Matta

MEMÓRIA INDIVIDUAL EXPLÍCITA OU IMPLÍCITA
Filipa Matta

17-19 março ’17 | sexta-domingo | 21h30
5€ [bilhete normal] | [dur: 60min] | M/14

Este talvez seja um projecto mentiroso. É sobre encontros, e de como esses encontros/momentos/acontecimentos formam a nossa identidade por terem uma permanência, inconsciente, no corpo. A memória é o elemento, ou ferramenta que me serviu para pensar sobre este processo de troca. A pesquisa começa na produção de elementos para não esquecer, para poder registar tudo o que possa fazer falta. Queria perceber que mecanismo é esse, o que acontece fisicamente para que uma relação seja estabelecida neste contrato em que nos refletimos infinitamente no outro e o outro se reflete infinitamente através de nós. É a formação deste movimento circular de relações que revela a dependência de outrem para poder existir e confirmar a nossa verdade pessoal e intransmissível, a memória (o monumento).

Os nossos gestos, movimentos, palavras, discursos e ideias modificam-se nesta relação? Quem sou eu sozinha? Quem sou eu em relação ao outro? O que resta de outros em mim? O que é que me pertence? De que maneira é que lidamos com a nossa memória, com o que resta, com o que fica daquilo que morre, que figuras, objetos, sombras resultam? Como encaixar outros corpos nessa memória, nessa ruína? Por acumulação? Por apropriação? Construção? Reconstrução? Somos transportados para a memória ou é a memória que nos transporta?

– O que resta desse/desses encontro(s)? : “O que é que resta? A memória e a arquitetura.” –

/ ficha artística e técnica

Criação/Interpretação/Produção Filipa Matta
Luz Jorge Rosado
Som Pedro Costa
Figurino Diogo Gouveia

/ biografias aqui

/ / / /
marcações e reservas
bilheteira abre 1h antes do início do espetáculo
912 191 940 (reservas entre as 16h e as 20h, em dia de espetáculo até à hora de início do mesmo) ruadasgaivotas@teatropraga.com

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*