Festival Cumplicidades – Bruno Alexandre, Pedro Ramos e Sónia Baptista

Festival Cumplicidades – Bruno Alexandre, Pedro Ramos e Sónia Baptista
02/04/2015 Rua das Gaivotas 6

CUMPLICIDADES 2015
Festival Internacional de Dança contemporânea de Lisboa

Fotografia: Helena Nogueira Silva

Com a dança contemporânea como conteúdo programático por excelência, o Festival Cumplicidades promoveu entre os dias 13 e 29 de março uma série de apresentações, visitas, oficinas, conversas e exposições em vários espaços da cidade.

 

CUMPLICIDADES ’15
NA RUA DAS GAIVOTAS 6

░ ░ ░ ░ ░ ░ ░  ↓ PROGRAMA ↓ ░ ░ ░ ░ ░ ░ 

 

CINEMATECA
Bruno Alexandre
19 Mar → 21.30h

«”Cinemateca” teve um ponto de partida: entrevistas a realizadores dos quais destaco Fritz Lang, John Cassavetes, Federico Fellini, Ingmar Bergman e Aki Kaurismäki.

Ao invocar o cinema como matéria de trabalho, propus criar uma peça que se possa indiciar como cinematográfica. Ao usar estes discursos/entrevistas, pretendi criar em palco um corpo que se associe à palavra e ao som, criando um universo simbólico e referencial ao cinema.

Cinemateca coloca-se entre entrevistado e entrevistador, entre realizador e espectador, propondo-se criar uma ficção possibilitada pela dança.»

Bruno Alexandre

/ ficha técnica e artística

Criação e Interpretação Bruno Alexandre
Apoio dramatúrgico Miguel Lucas Mendes e Tiago Rodrigues
Sonoplastia e música Miguel Lucas Mendes
Desenho de luz Pedro Santiago Cal

 

QUADRATURA DO ESPAÇO CURVO
Pedro Ramos
19 Mar → 21.30h

O espaço/tempo é uma espécie de laboratório em que nos coagulamos na vida e dissolvemos na morte; separamo-nos na Questão; inflamamos no constrangimento, sublimamos na tomada de consciência; Comungamos no amor.

O espaço e o tempo são construídos pelo ritmo dos passos que encerram um indivíduo numa circunferência com o seu raio.

A forma vive no espaço, o ritmo no tempo… o conteúdo destes dois vectores reside no corpo do Homem.

 

/ ficha técnica e artística

Criação e Interpretação Pedro Ramos
Sonoplastia Carlos Andrade e Pedro Ramos
Musicas de Carlos Andrade
Assistência Artística Sandra Rosado
Agradecimento Stephan Jurgans, Luca Aprea, Ricardo Ferreira, Nuno Henriques, Luis Teixeira, Delfim Machado, Pro Dança, Hugo Coutinho
Produção Ordem do O- Associação Cultural
Co-produção Passos e Compasso/ Dançarte, Câmara municipal de Palmela, Vo’Arte, Escola de Dança do Conservatório Nacional

 

A FALHA ONDE A LUZ
Sónia Baptista
24 e 27 Mar

No avançar, a descoberta de uma cartografia pessoal não é, no fundo, inventada, o caminho existe e existiu antes, sempre? Nascem novas estrelas, outras morrem mas existem estrelas, sempre? No fundo é preciso que o caminho se vele, por encantamento, para ser depois revelado, no desencantamento.
É feio o caminho e pode sê-lo, justiça é sua. É duro o caminho e pode sê-lo, beleza nele haverá.
Em a falha de onde a luz explora-se a criação de uma narrativa poética dita e feita, clara. A artista é também o meio, a história, o instrumento/ objecto do trabalho, habitando-o e sendo habitada por ele. Ele, o actor, é um meio, a meio do caminho, para caminhar lado a lado e dar a mão.

 

/ ficha técnica e artística

Direcção Artística, Texto e Movimento Sónia Baptista
Interpretação Sónia Baptista e Francisco Goulão
Projecto de Cena e Vídeo Helena Nogueira Silva
Luz Daniel Worm
Fotografia de Cena Emilie Gouband
Música Colleen – Les Ondes Silencieuses
Produção AADK
Touring [PI] Produções Independentes | Tânia M. Guerreiro
Co-produção Eira
Apoios Cão Solteiro, Teatro Praga, Duplacena, Alkantara, Fundação GDA
Agradecimentos Francisco Camacho, Joana Dilão , Marta Fonseca, Elisabete Fragoso, Paula Sá Nogueira, Marta Rema, Vania Rovisco, Ezequiel Santos, Lara Torres

 

Photo: Helena Nogueira Silva

CUMPLICIDADES 2015
Lisbon International Contemporary Dance Festival

Fotografia: Helena Nogueira Silva

With contemporary dance as a programmatic content by excellence, Cumplicidades Festival promoted a series of presentations, visits, workshops, talks and exhibitions in various venues in the city between the 13th and 29th of March.

 

CUMPLICIDADES ’15
AT RUA DAS GAIVOTAS 6

░ ░ ░ ░ ░ ░ ░  ↓ PROGRAMME ↓ ░ ░ ░ ░ ░ ░ 

 

CINEMATECA
Bruno Alexandre
19 Mar → 9.30pm

«”Cinematheque” had a starting point: interviews with directors of which I highlight Fritz Lang, John Cassavetes, Federico Fellini, Ingmar Bergman and Aki Kaurismäki.

Invoking the cinema as regards working, I proposed to create a piece that might indicate as film. By using these speeches/interviews, I wanted to create on stage a body that joins the word and sound, creating a symbolic universe and reference to the movies.

Cinematheque stands between interviewer and interviewee, between director and spectator, proposing to create a fiction made possible by the dance.»

Bruno Alexandre

 

/ credits

Creation and Interpretation Bruno Alexandre
Dramatugical support Miguel Lucas Mendes and Tiago Rodrigues
Sound and music Miguel Lucas Mendes
Light design Pedro Santiago Cal

 

QUADRATURA DO ESPAÇO CURVO
Pedro Ramos
19 Mar → 9.30 pm

The space/time is some kind of laboratory where we coagulate in life and dissolve in death; we separate ourselves in the Question; we inflame in embarrassment, we sublimate in awareness; we Share in love.

Space and time are built by the rhythm of the steps that enclose an individual in a circumference with his radius.

The shape lives in space, the rhythm lives in time… the content of these two vectors resides in Man’s body.

 

/ credits

 

Creation and Interpretation Pedro Ramos
Sound Carlos Andrade e Pedro Ramos
Music Carlos Andrade
Artistic Counseling Sandra Rosado
Acknowledgments Stephan Jurgans, Luca Aprea, Ricardo Ferreira, Nuno Henriques, Luis Teixeira, Delfim Machado, Pro Dança, Hugo Coutinho
Production Ordem do O- Associação Cultural
Co-production Passos e Compasso/ Dançarte, Câmara municipal de Palmela, Vo’Arte, Escola de Dança do Conservatório Nacional

 

A FALHA ONDE A LUZ
Sónia Baptista
24 and 27 Mar

In advancing, the discovery of a personal cartography is not invented; the path exists and existed before, always? New stars are born, others die but there are stars, always? It is necessary that the path veils itself, by enchantment, to be revealed later, in disenchantment.
Ugly is the path and it has the right to be, justice is on its side. Hard is the path and it has the right to be, beauty will be in it.
In the Fault Where the Light explores the creation of a poetic narrative, spoken and done, clear. The artist is also the means, the history, the tool / object of the work, inhabiting it and being inhabited by it. He, the actor, is a means, halfway, to walk side by side and give a hand.

 

/ credits

Artistic Direction, Text and Movement Sónia Baptista
Interpretation Sónia Baptista and Francisco Goulão
Set Design and Vídeo Helena Nogueira Silva
Light Daniel Worm
Stage Photography Emilie Gouband
Music Colleen – Les Ondes Silencieuses
Production AADK
Touring [PI] Produções Independentes | Tânia M. Guerreiro
Co-production Eira

Support Cão Solteiro, Teatro Praga, Duplacena, Alkantara, Fundação GDA
Thanks Francisco Camacho, Joana Dilão , Marta Fonseca, Elisabete Fragoso, Paula Sá Nogueira, Marta Rema, Vania Rovisco, Ezequiel Santos, Lara Torres